viernes, 24 de octubre de 2014

 

Idioma English | Português

  • feeds

Usuario
Contraseña
Click aqui para suscribirse



Palavra do leitor

Senhores:

Por que só enfatizam a parte negativa da fala do Reitor (matéria: O pior ainda está por vir, diz reitor da Ulbra)? Essa não deveria ser a tendência de uma agência cristã.

Pastor Arnildo Schneider

................................................................

Olá, Edelberto,
O texto "De vinhos e panetones" é muito equilibrado e muito profundo.
Obrigado,
Martin Dreher
martindreher@terra.com.br
São Leopoldo
..................................................................

Oi Behs,

Gostei do teu comentário sobre vinhos e panetones, assim como também do comentário do Clóvis Lindner em seu blog. Convenço-me que a diferença não é cultural, é mesmo moral, pois quando morei na Alemanha assisti a alguns políticos, entre eles Helmuth Kohl, escafedendo-se de responsabilidades e escândalos de corrupção e simplesmente negando-se a depor. E a coisa ficou por aí mesmo. Agora, aqui a imoralidade já passa quase à categoria de traço cultural (famosa lei de Gérson que perpassa toda a sociedade), e isso é o mais lastimável. Como sair desse ciclo vicioso?

Abraço,
Hans Trein
Comin@est.edu.br
São Leopoldo
.........................................................

Queridos editores:
Estou convencido de que o sr. Puggina tem o pleno direito de expressar suas convicções, sejam elas quais forem (veja matéria na ALC, do dia 1 de março, sob o título "Campanha da Fraternidade é 'lero-lero' beato marxista, diz empresário". E que os outros a conheçam. O que não pode acontecer é uma agência ecumênica de notícias publicar as declarações controversas desse senhor sem ao menos trazer outras opiniões sobre um tema tão caro às igrejas que compõem o Conic. Falta nessa nota, com título no mínimo desrespeitoso, o que se chama de "o outro lado", que trouxesse outras opiniões sobre o tema. Demais, um abraço.
Rev. Flávio Irala
Movimento Ecumênico de Curitiba
Curitiba, Paraná, Brasil
......................................................
É lamentável o que aconteceu com a irmã Gisela Beulke (ALC, dia 21 de julho). Como cantora evangélica e que tem a promessa de evangelizar através da música ao redor do mundo, fico triste em saber que ainda existem preconceito e falta de amor ao próximo. A presença da irmã nos Estados Unidos seria uma bênção e não maldição. Mas acredito que não será essa situação que vai fazê-la parar, pois quem tem a promessa não desiste nunca. 

Valéria Lima 
 je.am.l@hotmail.com


----------------------------


Prezados irmãos da ALC:
 
Agradecemos a saudação e a oração feitas em favor da IPU pelo irmão Germán Zijlstra, Secretário Regional da AIPRAL.
 
A celebração dos 30 anos foi realizada na sede nacional: Primeira Igreja Presbiteriana de Vitória, da qual sou pastor. Há informações e fotos no site da Primeira Igreja: www.primeiraigrejaipu.org.br
 
O nosso abraço fraterno.
 
Rev. Manoel de Souza Miranda
Moderador do Conselho Coordenador da IPU -


----------------------------

Prezados irmãos e irmãs da ALC, da Bolívia e de toda a América latina:
 
Estarrecido com mais um massacre perpetrado por forças paramilitares dentro da sofrida América Latina, ocorreu-me uma quase certeza: Os Estados corrompidos ao longo de sua história lançam mão de criminosos para sustentar seu poder. Quem, senão criminosos bárbaros, seriam suficientemente satânicos a ponto de matar sem defesa pessoas de todas as idades e por motivo torpe?
 
Quando os exércitos regulares dos países são enviados para debelar uma rebelião, ou para proteger determinadas áreas estratégicas, sabem que não podem matar sem serem atacados com armas de fogo. Soldados de um exército constituído legalmente também sabem que seus familiares geralmente pertencem ao povo humilde, de onde saíram, e que esse povo humilde quase sempre é colocado como barricada na proteção das riquezas de seus algozes, ou de um hipotético dever de "proteger a pátria amada".
 
Também é por isso que fica tão difícil combater o chamado "crime organizado", porque sua influência está dentro do aparato governamental, de onde partem as ordens de prender e soltar criminosos. Sim, é preciso mudar quase todos os homens que governam atualmente nos poderes Judiciários, Legislativos e Executivos, do federal ao municipal. Homens e mulheres sensatos e corajosos precisam levantar-se em todos os cantos dos países latino-americanos como candidatos aos cargos eletivos. O povo precisa compreender que o medo de seus carrascos históricos pode ser mudado com a esperança construída pela liberdade.

Uma última palavra: escolas e saúde ruins são as principais estratégias dos governos corruptos. Sem saúde e sem cultura, o povo é facilmente dominado e manipulado, fica sem voz e vez.

Os cristãos e cristãs precisam unir-se internamente e também externamente com todos as outras religiões, e com os sem nenhuma religião, que sustentarem a luta desarmada contra quaisquer forças de dominação do povo.

Rev. Manoel de Souza Miranda

Moderador do Conselho Coordenador da IPU -


----------------------------

À ALC
Concordo com Saramago quando critica a ausência de utilidade no pedido de perdão da Igreja Episcopal Anglicana a Charles Darwin.
Vejo, entretanto, significativa importância no pedido de perdão se vier acompanhado do reconhecimento do valor intrínseco da ciência, independentemente de ser parceira ou não das opiniões religiosas. As opiniões religiosas sobre a ciência, com base na fé, têm sido, ao longo do tempo, motivo de afastamento e esvaziamento das Igrejas históricas, dentro das quais há também reconhecidos cientistas e estudiosos das várias áreas humanas.
A ciência é imprescindível para o progresso da vida. Como cristão, entendo-a como instrumento de Deus, dádiva ao ser humano para o bom domínio sobre toda a criação, exceto de domínio do homem sobre o homem, cujo princípio e fim estão ocultos ainda, no aspecto de tempos e lugares, tanto aos crentes avessos à ciência, quanto aos cientistas avessos à fé. Ciência e fé não são e não podem ser antagônicos. A forma religiosa que vê a ciência como antagônica deveria pensar nos meios de transporte, remédios, meios de comunicação, até nos óculos que põe no rosto numa disfunção visual qualquer, os quais, bem utilizados,permitem ver além da ponta do próprio nariz. Por outro lado, a ciência que se opõe à fé ignora as dimensões do ser humano e o restringe apenas a um objeto da análise fria dos laboratórios.
Felizmente, nem tudo, na ciência e na fé,  é radicalismo.

Rev. Manoel de Souza Miranda
Moderador do Conselho Coordenador da IPU -


-----------------------------------

Igreja Mundial arrebanha fiéis da Universal

Na real é outra filial da Universal enganando o povo com falsa Teologia da Prosperidade.
A unidade da Igreja do Senhor Jesus precisa tangenciar esses movimentos.
Jesus orou: "para que todos sejam um afim de que o Mundo creia."

Pastor Carlos
Igreja Batista.
Palmas, PR

------------------------

Prezados irmãos,

Ao ler a notícia sobre "Variações climáticas na Terra são fenômenos naturais", senti-me motivada a escrever-lhes, pois me senti bastante preocupada, principalmente tomando em conta a natureza desse meio de comunicação.
 
Quem não acompanha os processos de destruição do nosso habitat, quem não conhece os ciclos da natureza, ao ler o presente artigo, com certeza, se sentirá bastante tranquilo frente a catastrofe que está ocorrendo na nossa querida Terra, na nossa Gaia, na nossa Madre Tierra.
 
Com certeza, como parte do ciclo, é necessário que os fenômenos ocorram, como a destruição da camada de ozonio, os terremotos, os maremotos, etc. Mas não podemos deixar de responsabilizar, principalmente aos governos e às empresas multinacionais e transnacionais que estão contribuindo terrivelmente para o aceleramento do processo destrutivo do nosso planeta e aprofundando mais a crise ecológica nele.
 
É necessário esclarecer sobre a periodicidade dos fenômenos como naturais, mas não podemos tirar as responsabilidades daqueles que são criminosos tanto ao permitirem e sendo cúmplices, como daqueles que diretamente criam políticas que permitem ações como o desmatamento, monocultura (eucalipto, cana de açucar e outros), utilização de químicos, guerras biológicas, etc. Nesse sentido, creio que a reportagem seja bastante tendenciosa, não sendo objetiva, pois me parece liberar a culpa daqueles que estão contribuindo de maneira bastante descarada, à destruição do nosso HABITAT.

Em Cristo,
 
Presbª Silvana Pontes de Aquino G. da Costa
2ª Igreja Presbiteriana Unida do Brasil
-------------------------------------------

Prezados irmãos da ALC:
 
Peço-lhes a máxima urgência em corrigir minhas funções na página do seu site - "Palavra do Leitor": Não sou mais Moderador do Conselho Coordenador da IPU. Assinei minhas opiniões como Pastor Presbiteriano da IPU. O atual Conselho Coordenador da Igreja Presbiteriana Unida do Brasil tem a seguinte composição a partir do dia 20 de julho de 2008:
 
Moderador: ............. Rev. Enoc Teixeira Wenceslau, da IPU da Penha, Presbitério Rio Novo, Rio de Janeiro-RJ.
Vice-Moderador: ...... Pb. Nilton Emmerick Oliveira, da IPU do IBES, Presbitério de Vitória-ES.
1º Secretário: .......... Rev. José Roberto Cavalcante, do Presbitério Cidade do Rio de Janeiro-RJ.
2º Secretário: .......... Rev. Carlos Alberto da Silva, da IPU de Jundiaí, Presbitério de jundiaí-SP.
Tesoureiro: .............. Pb. Milton Oliveira Cavalcanti, da IPU do Salvador, Presbitério do Salvador-BA
Suplente:.................. Rev. Cláudio da Chaga Soares, da IPU de Brasília, Presbitério Erasmo Braga - Minas Gerais, Pará, Goiás e Brasília.
Suplente: ................. Revda. Nilda Mendes, da 4ª IPU de Colatina, Presbitério Centro-Norte do Espírito Santo
 
Na certeza da imediata correção, agradeço-lhes por este ato e por fazerem constar no seu site as minhas singelas e despretenciosas opiniões.
 
Deus os conduza na missão de bem informar.
 
Um abraço
 
Manoel Miranda - Pastor Presbiteriano da IPU em Vitória-ES

 



 


 

 

Agencia Latinoamericana y Caribeña de Comunicación (ALC)
Análisis e información de la realidad socio-eclesial, desarrollo y derechos humanos en America Latina y otras regiones del mundo
Edición en español: Combatientes de Malvinas 1230, 3190 La Paz, Entre Ríos, Argentina
Email: editora@alcnoticias.net